7 de novembro de 2014

Run, Forrest, run

A ironia de chamar Forrest a uma tartaruga pareceu-me mesmo pertinente quando comprei a minha há um ano atrás, não exactamente por este dia, mas não me recordo ao certo. Uma tartaruga semi-aquática, verdinha que nem uma alface, assustadiça e bebézinha, pequenina como um botão. Não comia nada, cabia num áquaterrário daqueles com palmeira no meio, cor-de-laranja como eu o quis na altura, e tive medo, muito, que hibernasse. Afinal de contas, não tinha comprado uma tartaruga para a ver morrer logo a seguir. Não posso ter um cão, como tanto queria, que os meus pais não estão para aí virados, e, como tal, tirando os peixes e os pássaros que já tive, a minha tartaruga ia ser o que, para mim, mais se assemelhava a um animal de estimação. Comprei-lhe, pois, um termóstato, para evitar que ela hibernasse e tentei de tudo para que começasse a comer. Cheguei a dar-lhe à boca, e nada. Disseram-me para lhe dar fiambre e foi aí que ela descobriu os prazeres da alimentação. Comia fiambre que nem uma maluca. Depois, finalmente, aceitou os sticks e os camarões, minúsculos e mal-cheirosos que só eles, mas pronto, gostos não se discutem. Agora, um ano depois, está maior que a minha mão e come dedos se for preciso. Tem um áquaterrário de vidro, todo xpto, mas até esse já começa a ser pequeno. Caminha pelo chão da casa muitas vezes, todos os dias, gosta de coscuvilhar tudo e borra-me a casa toda, a porca. Está pesada, qualquer dia tenho um crocodilo em casa, em vez de uma tartaruga, e vou passeá-la à rua. Vão ver. Deixo uma foto de quando a tinha comprado há pouco tempo, já que, de agora, só tenho vídeos.



13 comentários:

JS disse...

Não sei o que será pior, se apanhar pelos de cão, ou bosta de tartaruga.
Eu prefiro a primeira, até porque não me estou a imaginar a passear uma tartaruga à trela. À trela, sim, não fosse a bicha desatar-me a correr rua abaixo. xD

joana disse...

tão bebézinha :)

Panda disse...

JS, Os cocós dela são pequeninos, mas cheiram mal, ai cheiram...

joana, uma doçura :)

A disse...

Que gira! Gostava de ter uma tartaruga :)

Panda disse...

Olha que fazem mais companhia do que se pensa, eu adoro-as :) E são inteligentes e têm um ar emproado que me dá vontade de rir.

Catarina de Carabá disse...

Também sempre quis ter uma, mas a das pessoas que conheço não costumam ter uma grande esperança de vida :p
Realmente o cheiro da comida para animais é algo que me transcende... O cheiro do patê que o meu cão come de vez em quando quase me dá vómitos!

Panda disse...

Quando bem tratadas, elas duram muuuuitos anos, mesmo.

maria umbelina disse...

Eu prefiro cães e gatos, até poque ao olhar para as tartarugas sinto o mesmo que quando olho para cobras e outros répteis, não gosto. Gostei do nome que lhe deste, é huuum, adequado :p e não sabia que as tartarugas comiam fiambre, pizza já sabia :D

Panda disse...

Pizza? Whaaat? Ahahahahah

maria umbelina disse...

As tartarugas ninja :p

Panda disse...

Ahahahah, nem me ocorreu :P

ernesto disse...

Antes não gostava nada de tartarugas mas agora também lhes começo a achar piada.
E o forrest gump é um dos meus filmes preferidos xD

Panda disse...

Opá, elas são adoráveis. Dos meus também. Assim como adoro o Hanks.