9 de janeiro de 2015

Hoje é dia não

Perde-se uma vida, ele tem que se ir embora para o luto e fico cá eu, à espera, sempre expectante, sempre a esperar pela próxima vez em que vou poder ter aquele abraço que só ele sabe dar, que me esmaga e que quase me impede de respirar enquanto dura, depois tenho as preocupações todas em cima das costas, é o mundo que piora, são as emoções que não me deixam descansar um bocadinho de as ter à flor da pele, é o ter que prever o que não devia para minimizar os problemas e nunca conseguir estar descansada nem relaxada em lado nenhum nem em situação alguma, é o meu futuro que já pareceu mais sorridente, é a consciência que incandesce tudo o resto e é a concretização de que não tenho paz, nem terei em tempos próximos.

6 comentários:

Linda Porca disse...

Esta semana não foi boa para olhar para a frente com um sorriso, apesar de ser só a segunda semana do ano.
Tem calma, querida :*

Panda disse...

Não mesmo, LP, não mesmo...
Cá beijinho.

Linda Porca disse...

Beijinho bom, filha :*

Panda disse...

E já agora, um cadinho de leitão, se faz favor :)

Linda Porca disse...

Ai, comi-o todo... :)

Panda disse...

Açambarcadora!