14 de março de 2015

Vamos lá a uma de ódiozinhos de estimação

Aquelas pessoas que não dispensam tirar fotos a TUDO, em TODOS os sítios onde páram, mas que depois não são capazes de ter bom senso e despachar a coisa. Tirar fotos, tudo bem, nada contra, mas pelo amor da santinha, quando calha ser num ponto turístico, lá tenho eu, que quero realmente ver as coisas e não limitar-me a tirar fotos, que estar à espera que suas excelências decidam que uma das fotos, finalmente, ficou bem. Espero que não tenha ficado. Sois todos uns monhés. E se forem à Quinta da Regaleira, quando forem descer as escadinhas do poço, se estiver lá pessoal parado a tirar fotos durante 3 minutos, num sítio onde mal cabem duas pessoas e há pessoal a subir e a descer, não se acanhem e mandem com os monos pelo poço abaixo. A ver se fazem outra vez. Ufa, muito melhor agora.

4 comentários:

Linda Porca disse...

Olha, a mim calharam-me duas, outro dia, a tirarem fotos...

...

...

(Prepara-te, que esta dói. Até a mim doeu)

...

...

... na casa-de-banho do Colombo, impedindo, assim a minha saída, pois que o faziam, descansada e turisticamente, à porta.
Ai, pá, foi de berro. Mesmo. Deslarguei qualquer coisa do estilo "Saiam-me da frente, que eu não quero assistir a isto!".
~
E sei do que falas, na Regaleira. Acresce que as escadas são molhadas, os monos deslizam que é um miminho.

Panda disse...

Então, ó Linda, mas é claro que é de aproveitar, aquilo tem um espelho tão bom para mostrar o outfit! Não percebes nada disto. Ahahah. Sim, verdade, escorrega bem para ser acidental :P

maria umbelina disse...

Não sabes que hoje em dia temos de estar sempre a fotografar? Tudo e mais um par de botas :p

Panda disse...

Sei, sei! Deus me livre :P