7 de abril de 2015

"Passa-se alguma coisa, de certezinha"

É sempre o que pensamos para nós próprias quando o dono do nosso coração (oh, Panda, que lindo, até que és romântica, pá), o amor da nossa vida, o nosso torrãozinho doirado (vá, já chega) não está nem aí para conversetas. E nós ficamos ali a matutar, já com mil e uma razões na cabeça para justificar aquele comportamento passivo, o olhar vazio e, agora que reparamos bem, até cabisbaixo. E depois ele nem acaba a costeleta e, ai Jesus, que está-se mesmo a ver que isto vai acabar mal, isto é um sinal, estamos com problemas de certezinha e ele não nos está a dizer, não desabafa connosco, nada. Deixamo-lo ver o Benfica, damos-lhe a cervejinha e os tremoços, até pode comer no sofá desta vez, queremos é que ele reaja. Nada. Fica ali, o mesmo olhar, a mesma expressão de quem precisa, claramente, de dizer alguma coisa e, ao mesmo tempo, de quem não quer falar sobre o assunto. Será que fizemos alguma asneira? Ficamos ali, a olhar para ele, andamos de um lado para o outro e ele sempre na mesma. Arranjamos coragem. Damos passos vagarosos até ao sofá, para não assustar o bicho, e abancamos devagarinho. Encostamo-nos a ele. Ele não nos põe o braço por cima. Ai, é desta. Ai, meu Deus que não nos aguentamos. Não vamos conseguir viver sem este pedacinho de sol nos nossos dias. Já com o coração a mil, a cabeça zonza e a boca seca, perguntamos, a medo:

- Amor... Está tudo bem? Passa-se alguma coisa? Estás esquisito... Fui eu? Fiz alguma coisa para estares assim? Diz-me. Tu diz-me, que a gente resolve!

E ele encara-nos de frente, os olhos vazios, um ar pensativo, e responde:

- Aquelas costeletas... Eram de porco ou eram de vaca?

9 comentários:

Gonçalo disse...

Ai o que eu me ri haha

Linda Porca disse...

Ainda vais chegar ao ponto de perfeição, que é gritares-lhe da porta da cozinha: "Queres vaca ou porco?", e ele responder-te "Pode ser!"
:D

Panda disse...

Gonçalo, ahahah, boa :D

LP, mas se ele me pergunta a mim "queres porco ou vaca?", aí está o caldo entornado... Ahahahah

FME disse...

Se me desse uma resposta dessas só lhe dizias "Não gostas-te? Da próxima são as tuas" looool

Panda disse...

Ahahahah, isto não me aconteceu, apenas achei que seria engraçado mostrar como os homens estão tantas vezes na caixa do nada e as mulheres acham que o mundo vai acabar :P

sílvia. disse...

da última vez que isso me aconteceu - o silêncio, as respostas monossilábicas, o ar super fechado - estávamos num autocarro, e ele estava enjoado e não queria sequer falar sobre isso para não se sentir pior. o que eu sofri até a viagem acabar, sem saber o que é que se passava...

Panda disse...

Acredito!

Cláudia Pereira disse...

Ahahah thanks panda! Acabaste de atenuar o meu dia mau

Panda disse...

Nem sabes como é bom ouvir isso :) um beijinho!