9 de julho de 2015

E a partir dali foi sempre a descer

Estava ontem entretida a estudar a tribo !kung san quando, ao ler que a menarca é motivo para ritual colectivo, me lembrei de uma das minhas maiores vergonhas, pela qual passei do alto dos meus 12 (quase treze) aninhos de idade: já estava eu suficientemente abananada com as hormonas, nada feliz com o sucedido e sem vontade nenhuma de ter o Benfica a jogar todos os meses em casa, como ainda tive que lidar com uns 10 telefonemas de felicitação por parte de familiares a quem a minha mãe decidiu telefonar, para dizer "olha, já veio!", como se eu já estivesse a demorar muito e estivessem todos à espera que o inferno surgisse no meu útero. "Já estás uma mulherzinha!", ouvia eu, não sei se mais vermelha nas bochechas ou em baixo. Mulher sofre...

4 comentários:

Tim disse...

Porque é que as mães dizem? Ah oh wait! Deve ser vingança das mães delas. Porra avó!

Panda disse...

Mas por acaso parece que a minha avó não fez nada do género. Enfim!

Catarina de Carabá disse...

A minha mãe também telefonou à minha avó e irmã dela e contou ao meu pai e sei lá mais quem. Mas felizmente não tive que falar com ninguém!

Panda disse...

Menos mal!