22 de novembro de 2015

Os terrores da minha infância

Havia três coisas que me assustavam particularmente quando eu era miúda. Passo a contar.

- Os meus pais diziam-me que se eu engolisse uma pastilha as paredes do meu estômago iam colar-se uma à outra. Vocês não estão bem a ver o pavor que eu tinha de engolir uma pastilha... A primeira vez que isso aconteceu, chorei que nem uma Madalena e comecei logo a pensar a qual das minhas amigas é que eu ia deixar as minhas Barbies. 

- Uma vez, tinha para aí 7 anos, vi o meu primeiro filme de vampiros. Não vi todo, mas vi o suficiente para descobrir que a reflexão dos vampiros não aparece nos espelhos. Durante uns tempinhos, sempre que me via ao espelho, olhava constantemente para trás de mim, não fosse dar-se o caso de estar lá o Drácula. E chegava a olhar para o tecto, porque o vampiro podia aperceber-se de que eu ia olhar e saltava para lá.

- O último terror, e também o meu favorito, por ser particularmente estúpido, é que eu achava que quando alguém partia um braço ou uma perna, qualquer coisa, o membro caía no chão. Assim mesmo, partia-se e caía. Então, morria de medo de partir um osso. Nunca parti nada à custa disso.

E é isto. Parem lá de se rir, se faz favor, vá.

12 comentários:

Same Old Guy disse...

Realmente é um terror!
...brincavas com Barbies...!?

:p :p :p

MariaXL disse...

Eheheheheh!! Medo um: partilho! Medo dois: partilho(se substituirmos os vampiros por fantasmas). Medo três: essa nunca me passou pela cabeça, mas imaginar membros espalhados por aí já me valeu umas boas gargalhadas nesta tarde!!:-D

ernesto disse...

A primeira deve ser universal.
E quanto à última, eu tinha uma ideia idêntica sobre o que seria realmente perder um filho. Na minha cabeça, a grávida andava por aí e de repente deixava cair o puto.

Vidas tristes xD

Mellia disse...

Só tu Panda :')

*Nightwish* disse...

Sabes que também me meteram o medo das pastilhas... Mas tu ainda as mascavas, eu estava proibida de o fazer. Ok, teoricamente não era um medo porque os meus pais acreditavam nisso. A primeira vez que engoli uma chiclet, a minha mãe levou-me ao hospital completamente histérica.
Tenho mais traumas de infância e adolescência graças à estupidez humana que a "chiclas" e ratos a passear pelo recreio da escola primária.
****

Panda disse...

SOG, sim, eu era uma menina antes de ser um Panda :P

MariaXL, não acredito, partilhas o dois? Nunca conheci ninguém! :D Dá cá cinco! :D

ernesto, ahahahahah, só tu! Essa é muito boa. Não sei qual das duas é melhor! :D

Mellia, opá, a minha vida realmente... :P

Night, eu acho que a maioria das pessoas tinha esse medo porque lhes diziam a mesma coisa. Eu não engoli muitas pastilhas, mas já foram, certamente, meia dúzia e cá estou eu, fina que nem um carapau :P

Tim disse...

Conheço um bom médico e quando digo bom é porque é mesmo bom! Vê lá se precisas ;P

Panda disse...

Opá, tenho um engenheiro bom, mas mesmo bom em casa, pode ser que ele perceba alguma coisinha de medicina... :P

mariaéle disse...

Eu achava que se engolisse uma chiclete morria. A minha aflição quando engoli a primeira!

Panda disse...

maria, same here! Horrível, não sei porque raio se há-de dizer isso a uma criança.

Maria Sem Limites disse...

De todas essas só tinha medo de engolir pastilhas elásticas, que me lembre engoli poucas, da primeira vez chorei e fui para perto do meu pai que me mandou beber um copo de agua.

Panda disse...

Eu fiquei mesmo cheia de medo quando engoli uma pastilha pela primeira vez.