25 de fevereiro de 2015

Hoje, foi hoje

Foi hoje que eu senti aquela aragem, mas nem liguei, porque está um frio dos tomates e eu não sou de ferro. Foi hoje que, só por acaso, me fartei de levantar a camisola para agarrar nas presilhas e puxar as calças, que me caíam invariavelmente, para cima. Foi hoje, precisamente hoje, que andei o dia todo com a braguilha aberta.

12 comentários:

Mg disse...

Por acaso, hoje também saí com ela aberta. Mas reparei quase logo e remediei a situação.

Mas não é isso o que me traz cá: já reparaste que a tua amiga LP tirou lá do tasco dela o cartaz motivacional que fizeste com tanto amor e carinho? Ah, pois é...

Panda disse...

Não sejas intriguista, fica-te mal :P

FME disse...

Só hoje? Feliz contemplada a mim acontece-me tantas vezes.

Panda disse...

Só hoje, normalmente até não me esqueço, porque entra frio.

Linda Porca disse...

Obrigada, Pandy.
Aquilo é um bruto.
Sova-me.

Panda disse...

LP, de nada :) sempre às ordens! Cá bear hug.

Mg disse...

Vim em paz.
Vou em paz.

Panda disse...

Entre mulher e mulher, não se mete a colher, Mg :P Ahahahah, vá, vai lá com paz.

Silent Man disse...

Trazias a respectiva lingerie de algodão costumeira dos dias de semana away do moço, certo? Nada de Commando...

Panda disse...

Cuecas da avó, mesmo!

Didi disse...

Ninguém te chamou à atenção ? Eu adorooooo dizer "olhe tem aqui a garagem aberta" e ver a malta toda encaralhada ahaha. Devias ter-te cruzado comigo.

Panda disse...

Eu agradecia que alguém me tivesse "encaralhado" :D