28 de outubro de 2015

É o bicho, é o bicho

Eu tenho um problema. Vá, mais um. É que, para além de ser completamente apanhada do clima, sou dura de ouvido. Mouca, mesmo. É a velhice, meus amigos, vocês lá chegarão. Mas dizia eu, que sou dura de ouvido e uma das muitas consequências que isso pode trazer à vida de uma pessoa é, nada mais nada menos do que, ouvir mal (muito mal) o que é dito nas músicas. Vejam o exemplo desta música, do grande Iran Costa. Ele diz:

É o bicho
É o bicho
Vou-te devorar
Crocodilo eu soooooou

Eu percebia:

É o bicho
É o bicho
Vou-te devorar
Corpo de loçãaaaaao

...

E quando descobri que era "crocodilo eu sou" que ele dizia, para aí 355 anos depois, percebi porque é que as pessoas me olhavam de lado sempre que eu cantava isto no Carnaval.













Corpo de loçãaaaaaaao!

12 comentários:

Tim disse...

é neste momento que te dou um conselho - NUNCA MUDES! xD

Panda disse...

Olha, Tim, isso foi das coisas mais bonitas que já me disseram. Tu também consegues ser fofa? Ahahahah

mariaele disse...

Deixa lá, acontece a todos :p
E corpo de loção é giro, dá um belo verso ahahah

Panda disse...

Isto é muito triste.

disse...

ah ah ah. maravilhoso.

ps: isto rendeu todo um post no estaminé.

Panda disse...

pê, já vou ler :D

FME disse...

Opah mas não tem nada a ver xD

Panda disse...

Pois, é o meu problema :P

*Nightwish* disse...

Ok, this is awkward... Mais um argumento para a tua teoria do separadas à nascença: também sou mouca que dói! Agora sei que há alguém no mundo que me entende quando, ao fim de ANOS, acabo por perceber que andei metade da minha vida a cantar uma música toda mal, só porque os meus ouvidos não gostam de mim e decidiram não funcionar quando precisei deles... Life is unfaaaaaairr!!
Oremos.
****

Panda disse...

Qual foi a música? Não me digas que também foi esta! :D Ahahahahah, oremos!

*Nightwish* disse...

Não, não foi esta, se bem que confesso que demorei algum tempo a perceber o "corpo de loção". Sinceramente, já nem sei que músicas foram essas que percebi a letra toda mal, porque foram várias, mas provavelmente de desenhos animados. Na época em que era uma petiz, só havia dois tipos de música portuguesa a passar amplamente em tudo o que era rádio ou tv: pimba ou desenhos animados. Já nessa altura, era uma criatura muito à frente, e só gostava do segundo tipo. Coisa que ainda se mantém =P
***

Panda disse...

Comigo também foram algumas, no entanto, esta foi a única em que eu dizia, realmente, outra coisa para substituir aquilo que não entendia.